Guia da Semana
Teatro
Por Anna Thereza de Almeida

Rei Leão – O Musical: Saiba curiosidades sobre o espetáculo

A primeira edição do musical estreou na Broadway em 13 de novembro de 1997.

O Rei Leão é um dos musicais mais populares da Broadway (Divulgação)

O espetáculo O Rei Leão é um dos musicais mais populares da Broadway, com 20 produções ao redor do mundo. Desde a sua estreia em 13 de novembro de 1997, a produção já foi vista por mais de 66 milhões de pessoas, arrecadando mais de US$ 5 bilhões – a montagem original ostenta o título de maior bilheteria da história da Broadway, com arrecadação de US$853,8 milhões desde sua primeira apresentação. 

Produzido pela Disney Theatrical Productions (sob a direção de Thomas Schumacher), o espetáculo já foi realizado em 15 países diferentes e traduzido para oito idiomas: japonês, alemão, coreano, francês, holandês, Mandarim, Espanhol e agora Português.

Rei Leão O Musical

Aclamado pela crítica

Não bastassem os números citados, o show ainda é ganhador de seis prêmios Tony® em 1998: Melhor Musical, Melhor Design de Cenário, (Richard Hudson), Melhor Figurino (Julie Taymor), Melhor Design de Iluminação (Donald Holder), Melhor Direção de Coreografia (Garth Fagan) e Melhor Direção, prêmio que fez de Julie Taymor a primeira mulher na história do teatro agraciada com a honra.

Além disso, o espetáculo também ganhou mais de 70 prêmios ao redor do mundo, incluindo a NY Drama Critics Circle Award, como Melhor Musical em 1998, o Grammy® de Melhor Álbum para um musical em 1999, o Evening Standard Award pelo Evento Teatral do Ano de 1999, e o prêmio Laurence Olivier de Melhor Coreografia e Melhor Figurino.

O Rei Leão O Musical

Da tela para o palco

Um dos maiores desafios enfrentados por Tom Schumacher, produtor do musical, e Julie Taymor, diretora do show, foi transformar um filme de apenas 74 minutos em um musical de duas horas e meia. Para isso, os dois enfrentaram outro desafio: fazer o público imaginar que o que eles viam no palco eram realmente animais.

Mas a visão criativa de Julie Taymor conseguiu realizar esse milagre: os atores que usam as máscaras de animais ficam totalmente visíveis. “O escultor tem apenas uma oportunidade para incorporar o temperamento, a raiva e a paixão de um personagem para contar toda a história. Eu pensei: E se eu criar máscaras gigantes que realmente seriam Scar e Mufasa, mas tivessem o rosto humano revelado abaixo, para não perder a expressão facial e não esconder o ator?”, explica Julie Taymor.

Devido a esse recurso (a soma da figura do animal com a do ator), cada espectador, com a sua própria imaginação, consegue visualizar um espetáculo único e mágico.


Por Anna Thereza de Almeida

Atualizado em 2 Jun 2013.

Mais notícias

22 espetáculos de Stand Up Comedy imperdíveis em São Paulo em setembro de 2019

Teatro

13 peças infantis imperdíveis em São Paulo em setembro de 2019

Teatro

12 peças de teatro e musicais imperdíveis em São Paulo em setembro de 2019

Teatro

9 peças infantis imperdíveis em São Paulo em agosto de 2019

Teatro

Mais de 20 espetáculos de Stand Up Comedy para assistir em São Paulo em agosto de 2019

Teatro

10 peças de teatro e musicais imperdíveis em agosto de 2019

Teatro