Guia da Semana
Turismo
Por Redação Guia da Semana

Motel a céu aberto

Apesar de proibido, pessoas se arriscam nos mais diversos lugares em busca do sexo no parque do Ibirapuera.

Fotos: Gabriel Oliveira
Lugares escondidos e escuros são as principais opções dos casais

Parque Ibirapuera, terça-feira, 20h: a cerração noturna e a baixa temperatura de inverno não impedem grupos de praticar atividades físicas nem casais de se encontrarem entre as árvores e locais mal iluminados. Às 5h do dia seguinte, o local reabre com os "vestígios" da noite anterior: chão coberto por embalagens de preservativo e camisinhas usadas.

O pulmão de São Paulo é um dos lugares mais visitado pelos paulistanos, com a média de 20 mil pessoas durante a semana e 130 mil só no domingo. À noite, vira um tipo de motel a céu aberto. "Já trabalhei em muitos lugares, mas só aqui vejo isso. Hoje mesmo um freqüentador contou que estava correndo e viu quatro homens juntos, atrás da moita transando", afirma a funcionária *Maria, 49 anos, que trabalha na limpeza do parque.

E quem pensa que essa transgressão é praticada por poucas pessoas ou homossexuais, está enganado. "Muitas vezes a gente é obrigado a pedir que o casal maneire um pouco para não levar para a delegacia. Um dia, ainda à tarde, um jovem acompanhado de duas garotas estavam no maior ´sarro´ atrás da árvore, coisa de louco!", conta *Gilberto Soares, um dos guardas responsável pela segurança da área de cooper do parque.

Além de incomodar aqueles que vão correr, exercitar, divertir-se ou simplesmente respirar um ar mais puro, a limpeza e a higiene são as grandes prejudicadas nessa hora. Alguns funcionários afirmam que dependendo do dia, conseguem encher até um saco de preservativos usados, todos encontrados pelo chão do parque.

Os locais são dos mais diversos: estacionamentos, embaixo das copas das árvores, atrás de arbustos ou qualquer lugar que tenha uma moita e ofereça a sensação de ser vigiado pelo outros. Tudo é um bom motivo para prosseguir com os afetos mais acalorados. "Estava fazendo abdominal e quando virei para o lado me deparei com uma camisinha usada. Fiquei com repugnância daquilo e não treinei mais", relata o personal trainer Thiago Costa, 30 anos.

A Guarda Civil Metropolitana e a empresa de segurança que presta serviço ao Ibirapuera tentam inibir os visitantes mais ousados fazendo ronda, porém o restrito efetivo e a área de 1,6 milhão de metros quadrados impedem que a prevenção ocorra com mais vigor. Na legislação brasileira, o casal que mantiver relações sexuais ao ar livre, infringe o artigo 233 do código penal, o de praticar ato obsceno exposto ao público. A legislação prevê detenção de três meses a um ano, ou multa, com valor estipulado pelo juiz.

Fotos: Gabriel Oliveira
No dia seguinte restam os vestígios

De maior freqüência à noite, as áreas preferidas para esses encontros são duas: perto do portão 7 (avenida República do Líbano), ao lado da Casa da Leitura e atrás da caixa d´água, perto do estacionamento do MAM (Museu de Arte Moderna). Para o público gay, o Autorama é área mais visitada. Próximo ao portão 3 e 4 do parque e em frente ao Detran, o lugar é conhecido desde a década de 80, por reunir homossexuais até altas horas da madrugada. Com barracas vendendo lanches e bebidas, serve de ponto para encontros, ´pegação´ e muitas vezes até sexo dentro dos automóveis.

Atualmente, o Autorama fecha à meia-noite. A Secretaria do Verde e Meio Ambiente tomou a iniciativa de encerrar no mesmo horário do parque há poucos anos, por causa das ocorrências freqüentes no local, como aliciamento de crianças e adolescentes, tráfico de drogas, furtos, roubos, prostituição.

O projeto

Almejando uma vaga de conselheiro gestor do Parque, o jornalista, empresário e militante do movimento gay paulistano, Douglas Drumond, encaminhou um projeto que, inspirado numa experiência holandesa, criaria uma área de exclusão no Ibirapuera onde fosse permitida às relações sexuais.

"Não quero inventar espaços com cerca, como em um zoológico, quero apenas usar aquelas partes em que o sexo é comum há muito tempo - como o Autorama - somente para oficializar. Assim, uma fiscalização mais rígida pode acontecer e informativos indicarão às famílias, aos esportistas ou simpatizantes o que tem e aonde tem. As pessoas teriam o livre arbítrio de escolher se participam, passam por perto ou não".

Drumond vai além: "O objetivo é tornar isso um atrativo turístico de grande potencial. Hoje em dia não podemos divulgar o Autorama, por não ser reconhecido como uma opção de lazer. Regulamentando, com distribuição de camisinhas e sem a repressão policial, o turista fica mais interessado e seguro em conhecer a cidade".

Fotos: Gabriel Oliveira

Na Holanda, em qualquer parque no país, a polícia não importuna quem estiver fazendo sexo. A lei que começou a vigorar neste mês tem, porém, três ressalvas: é vetado o sexo à luz do dia; camisinhas, guardanapos de papel e outros produtos higiênicos devem ser jogados no lixo; e fica proibido fazer barulho que possa incomodar os demais freqüentadores dos parques.

Bancário e atleta de fim-de-semana, Jorge Magalhães apóia a proposta."Visito o parque há 10 anos, sei as áreas onde têm essas coisas. Não gosto, mas respeito. Melhor regulamentar para punir os excessos, para as outras partes do Ibirapuera ficarem livre disso".

O delegado do 36º Distrito Policial, Luis Segantin, considera inviável o projeto por ferir os direitos das famílias e menores que freqüentam o parque. O DP em que trabalha é localizado na rua Tutóia, na Vila Mariana, e é para lá que se encaminha os delitos cometidos no parque. A maior incidência de crimes cometidos são de furtos e pratica de ato obsceno, este normalmente resulta em assinar um Termo Circunstancial de Ocorrência e a liberação do infrator.

Como Douglas não assumiu a vaga de gestor do parque, a proposta nem chegou a entrar na pauta de votação. Ele teve que engavetar o projeto até a próxima eleição, que ocorre em 2010. Enquanto isso, proibido, o sexo explícito ainda está longe de deixar de incomodar grande parte dos seus freqüentadores do Ibirapuera.

* O nome foi alterado a pedido dos entrevistados


Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

Chuva de meteoros será visível na noite desta quarta-feira

Turismo

Brasil estreia contra a Suíça na Copa do Mundo de 2018; jogo será no dia 17 de junho

Turismo

Agora você pode comprar passagens de ônibus no Guia da Semana – e pelo melhor preço!

Turismo

Hotéis Mercure oferecem descontos a seus hóspedes em ingressos de espetáculos dos teatros ‘Bradesco’ e ‘Opus’; saiba mais

Turismo

Disney divulga primeiras imagens do parque do Star Wars

Turismo

5 opções de hospedagens para quem vai curtir o Rock In Rio 2017

Turismo