Guia da Semana

Mitos e verdades sobre o Vegetarianismo

Quer parar de comer carne? Saiba que há vários pontos a serem considerados; confira!

Prometendo uma vida mais saudável, a dieta vegetariana vem ganhando cada vez mais adeptos. Visando a prática do "pain free", o Vegetarianismo implica o não sacrifício de animais a serviço da alimentação. Assim, os vegetarianos não comem carne e, às vezes, os seus derivados. É que existem alguns tipos de vegetarianismo: o ovolacto, que inclui ovos e laticínios, é o mais comum. Os níveis de restrição, entretanto, podem variar, chegando ao Vegan, o mais radical de todos. Conversamos com a nutricionista Eliane Romantini Collis para tirar todas as suas dúvidas sobre o tema; confira!

+ 10 receitas de sucos Detox
+ A dieta ideal de acordo com a sua personalidade
+ Dieta sem glúten e lactose funciona?

Vegetarianismo e seus tipos

Não deixe se enganar pelo nome: o regime vegetariano não é exclusivamente vegetal; o nome vem, na verdade, do latim "vegetus" - forte, rigoroso, saudável. A dieta varia de acordo com as suas opções - carnes vermelhas e brancas são as primeiras a caírem fora. Outros alimentos de origem animal, como ovos e laticínios, podem ser permitidos. Já o Veganismo vem de uma filosofia de vida um pouco mais complexa, transcendendo os limites da alimentação - aqui, até objetos oriundos do couro (e até o mel) não fazem parde da vida vegana. Vamos aos tipos:

Ovolactovegetarianismo: Dieta composta por alimentos de origem vegetal, ovos, leite e seus derivados, além da exclusão total de qualquer tipo de carne.

Lactovegetarianismo: Dieta composta por alimentos de origem vegetal, leite e seus derivados. Os que a seguem não comem ovos nem qualquer tipo de carne.

Ovovegetarianismo: Dieta composta apenas por alimentos de origem vegetal e ovos, havendo a exclusão dos produtos lácteos, seus derivados e de carne.

Vantagens e desvantagens 

A nutricionista Eliane Romantini Collis listou algumas vantagens e desvantagens da dieta vegetariana; confira! 

Benefícios:

- é uma dieta isenta de gordura saturada (aquela proveniente dos alimentos de origem animal) e isso pode contribuir para prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer.

- a pessoa ingere grande quantidade de alimentos ricos em vitaminas, minerais, fibras alimentares, gorduras mono e poliinsaturadas e compostos antioxidantes, como frutas, vegetais, cereais integrais, grãos, castanhas.

Desvantagens:

- por ser uma dieta restritiva, pode ter deficiência de vitamina B12, ferro e proteína, nutrientes presentes em carnes, ovos, leite e derivados.

- não é tão fácil encontrar lugares que oferecem esse tipo de alimentação

Vegetariano, eu? 

Há vários motivos que levam uma pessoa a optar por virar vegetariano. Os oito principais são:

Ética: aquele que não quer ser responsável pelo sofrimento dos animais em seu abate para diversos fins e nao só alimentar;

Saúde: diversos estudos apontam como mais saudável a dieta vegetariana; Meio ambiente - a pecuária causa erosão do solo e contaminação de mananciais;

Família - influência de familia que segue esse tipo de dieta;

Paladar: algumas pessoas simplesmente nao gostam do sabor da carne;

Crenças espirituais, filosóficas e religiosas, além de práticas como o Yoga são outros motivos que podem levar à dieta vegetariana.

Nutrição

Ao parar de comer carne, peixe ou frango, muitas pessoas se preocupam com o fato de sofrerem alguma deficiência nutricional. Isso até pode acontecer se a pessoa não souber fazer as substituições adequadas. Por exemplo, se cortar a carne e comer apenas biscoitos, massas e carboidratos, isso certamente vai acontecer.

O ideal é equilibrar alimentação com alimentos como tofu, carne de soja, legumes, verduras e por aí vai. 

Antes de tudo, é importante entender um pouco sobre as classes dos alimentos que consumimos: carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, fibras, minerais e água. Todos são essencialmente importantes, em quantidades variadas, para o nosso bem estar. A carne é quem fornece proteína, gordura e algumas vitaminas e minerais. Todos esses nutrientes, entretanto, podem ser facilmente obtidos através de outras fontes: nozes, sementes, leguminosas, cereais e produtos derivados da soja, ovo e leite.

Desmistificando o Veganismo

Vegano é um vegetariano que, além de não comer carne, peixe ou frango, também não consomem outros produtos animais e seus derivados, como ovos, lacticínios, mel, couro, pele, seda, lã, cosméticos e até sabões e gelatina. O segredo para uma dieta vegana saudável é a variedade: frutas, vegetais, folhas verdes, grãos integrais, sementes, frutas secas e legumes. Quase todos são boas fontes de proteína: batatas, pão integral, arroz, brócolis, espinafre, amêndoas, ervilhas, grão de bico, manteiga de amendoim, tofu, leite de soja, lentilhas, couve etc.  

 

Atualizado em 20 Jan 2015.

Por Ricardo Archilha
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

7 receitas de biscoitos saudáveis para fazer em casa

18 receitas saudáveis e refrescantes para saborear no verão

Tem receita de bolo gelado, sorvete, smoothie e até de tartar!

12 exercícios ao ar livre para emagrecer e ainda curtir o verão

Que tal se exercitar e curtir um lindo pôr do sol ao mesmo tempo?

De água à manteiga de coco: conheça 6 maneiras de usar a fruta a favor da saúde

A fruta é rica em vitaminas, minerais e compostos que ajudam na prevenção de doenças

Saiba mais sobre o treino HIIT, forte aliado para o emagrecimento

O treino intervalado de alta intensidade promove a queima de gordura ainda após o final do exercício

Umami? Saiba tudo sobre o quinto gosto básico do paladar humano

O umami está presente em vários alimentos comuns do dia a dia, como queijos, carnes, tomates e cogumelos