Guia da Semana

Depois do sucesso em "Invocação do Mal", "Annabelle" assusta, mas não empolga

Clichês e novidades misturam-se e prometem conquistar os fãs do terror

Uma tendência no mundo do cinema é usar personagens secundários e criar franquias distintas - como foi o caso dos Minions, que saíram da tela de "Meu Malvado Favorito" para viver novas aventuras. No terror, a história não é diferente. A prova disso é a boneca Annabelle, que acaba de ganhar seu próprio filme, após o sucesso em "Invocação do Mal". O longa chega aos cinemas brasileiros na próxima quinta, 9 de outubro, e o Guia da Semana te conta o que esperar. 

Depois de lançar "Sobrenatural", em 2011, o diretor James Wan continuou seguindo pelo caminho do ocultismo e adoração ao diabo, conquistando o público com os sustos de "Invocação do Mal". Ambos os filmes foram inspirados nas histórias do famoso casal demonologista, Ed e Lorraine Warren. Não é a primeira vez que os casos da dupla inspiram o cinema: "Horror em Amytiville" é um exemplo. Acontece que, em "Invocação do Mal", uma personagem em especial roubou a cena: Annabelle. O sucesso foi tanto que a boneca ganhou um filme só dela, desta vez dirigido por John R. Leonetti.

No longa, conhecemos o passado de Annabelle e os acontecimentos que levaram a sua maldição. Inspirado em clássicos do terror, como "O Bebê de Rosemary" e "The Omem", o roteiro aposta nas lendas de seitas ocultistas para criar a sua tensão: nada muito diferente do que vimos em "Sobrenatural", "Invocação do Mal" e outros filmes do gênero. Todos esses nos levam a crer que o terror baseia-se nos mesmos clichês de sempre; a inovação, quando aparece, vem na forma de como a história é contada e de como são usados elementos para prender o fôlego do espectador.

"Annabelle" tenta enganar o público, deixando os sustos para quando se menos espera. Os clichês são revisitados e dão ao roteiro um novo tom. Componentes importantes do terror, como a trilha sonora, aparecem para completar a tensão das cenas. O fôlego, entretanto, tão importante em filmes do gênero, não consegue ser mantido. Salvo longas como o remake de "A Morte do Demônio" ou o inovador "O Segredo da Cabana" (sem contar os independentes, como o chileno "La Casa"), parece que o terror comercial continua enfrentando dificuldades para recuperar o prestígio e apresentar novidades ao público. "Annabelle", entretanto, é uma tentativa que vale a pena conferir.

Como estratégia de divulgação do filme, a boneca usada nas gravações está viajando por São Paulo e estava presente na sessão! 

Atualizado em 6 Out 2014.

Por Ricardo Archilha
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

J.K. Rowling desmente boato sobre filme de "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada"

"Não há verdade nos rumores sobre a trilogia", disse a escritora no Twitter

Após vídeo de supostos maus-tratos, pré-estreia de "Quatro Vidas de Um Cachorro" é cancelada

Universal Pictures divulgou comunicado oficial informando o cancelamento

Animação francesa “A Bailarina” é opção para as férias

Filme mostra uma menina que sonha em ser bailarina, mas, para isso, terá que aprender lições importantes de vida

Rede Cinesystem inaugura seu primeiro cinema em São Paulo

Com nove salas e projeção a laser, cinema promete ser o mais moderno da cidade

Rita Repulsa, Zordon e Alpha 5 estão no novo trailer dos "Power Rangers"; assista

Remake da série dos anos 90 estreia em março

“xXx: Reativado” – terceiro filme da franquia estrelada por Vin Diesel estreia nesta quinta

Longa traz Nina Dobrev no elenco e tem participação de Neymar Jr.