Guia da Semana

Cruel

Cia de dança investiga a crueldade em esquetes.

Este evento terminou

Cruel

Data Sáb 01 Jan 2000
16, 17 e 18 de maio.

Preço(s) R$ 90,00.

Horário(s) sexta e sábado, 21h. Domingo, 20h.

Setor SCTN,, 70070-200

Telefone (61) 3325-6239

A companhia de dança Deborah Colker explora as relações humanas no nono trabalho Cruel. Em curtíssima temporada no Teatro Nacional Cláudio Santoro, histórias cotidianas são levadas ao palco, sejam familiares, amorosas ou solitárias.

O espetáculo apresenta situações ordinárias, daquelas que se repetem invariavelmente na vida das pessoas, que envolvem amores, amantes, família. Momentos que são, quase sempre, cruéis.

De acordo com a proposta, a crueldade está presente especialmente em pequenas manifestações. Apesar de muitas vezes não ser percebida ou admitida. Para o espetáculo, a coreógrafa Deborah Colker conta com a colaboração de Fernando Muniz e Gilberto Gawronski para as técnicas teatrais.

Foto: Flavio Colker.

Compartilhe

Comentários

Notícias recomendadas

Inhotim lança duas novas exposições virtuais no Google Arts & Culture

Com uma nova perspectiva, mostras apresentam obras de Cildo Meireles e trabalhos expostos ao ar livre

Google Arts&Culture disponibiliza obras do artista plástico e militante político Antonio Benetazzo; saiba mais!

Exposição faz parte do projeto "O ​que ​é ​Arte ​Contemporânea?", que revela detalhes da produção artística brasileira

Agora você pode visitar a exposição dos 20 anos de Harry Potter em uma plataforma online do Google; saiba mais!

Em cartaz em Londres, "Harry Potter: Uma História Mágica" celebra o aniversário da saga

Museu da Empatia chega a São Paulo com instalação interativa; saiba mais!

Projeto temporário permite que as pessoas se coloquem no lugar das outras

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959