Guia da Semana
Estilo de vida
Por Redação Guia da Semana

Chuva de meteoros e Superlua: confira a agenda de fenômenos previstos para 2018

Confira as datas dos principais fenômenos que acontecem este ano.

Saiba quando conferir os principais fenômenos astronômicos em 2018 (Foto: Shutterstock)

Superlua, chuva de meteoros, eclipse... Quem não ama a oportunidade de ver um desses fenômenos celestes? Pois 2018 será um prato cheio para quem curte observar o céu, mesmo que a olho nu. Isso porque o calendário do ano está cheio de acontecimentos incríveis até dezembro. 

A maioria dos eventos astronômicos sobre este calendário pode ser visto a olho nu, embora alguns possam exigir um bom par de binóculos para melhor visualização. Confira o calendário astronômico* de 2018:

*Informações obtidas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - Observatório do Valongo 

Principais Fenômenos Astronômicos em 2018

Janeiro

01 - Mercúrio em máxima elongação (horizonte leste, durante a madrugada)
02 - Lua cheia em evento de Superlua
03 - Periélio da Terra (ponto de maior proximidade do Sol)
07 - Conjunção entre Marte e Júpiter na direção leste, durante a madrugada (os planetas estarão separados de apenas 13’)
09 - Vênus em conjunção superior
11 - Encontro triplo entre Lua, Marte e Júpiter (leste durante a madrugada)
13 - Conjunção entre Saturno e Mercúrio (direção leste durante a madrugada)
31 - Eclipse lunar total: visível no extremo norte da América do Norte, China, leste da Rússia, oceano pacífico, leste asiático e Austrália. Invisível no Brasil
31 – Planeta anão Ceres em oposição (chances de observação do astro, com binóculos ou telescópios, entre os meses de janeiro e março, na constelação de Câncer)

Fevereiro

11 - Conjunção entre Lua e Saturno (direção leste, visível antes do nascer do Sol)
15 - Eclipse solar parcial (visível na Antártida e Extremo sul da América do Sul. No Brasil, terá visibilidade reduzida, apenas para algumas cidades da região sul)
17 - Mercúrio em conjunção superior

Março

04 - Conjunção entre Mercúrio e Vênus (horizonte oeste, após o pôr do sol)
04 - Netuno em conjunção
07 – Conjunção entre Lua e Júpiter
10 - Conjunção entre Lua e Saturno
19 - Conjunção entre Mercúrio e Vênus
20 - Início do Outono
28 - Conjunção entre Vênus e Urano na direção oeste à tarde (os planetas estarão separados de apenas 4’. O planeta Urano será visível somente com auxílio de binóculos e telescópios)

Abril

01 - Mercúrio em conjunção inferior
02 - Conjunção entre Marte e Saturno na direção leste durante a madrugada (os planetas estarão separados de 76’)
03 - Conjunção entre Lua e Júpiter
07 - Encontro triplo entre Lua, Marte e Saturno (direção leste durante a madrugada)
17 - Conjunção entre Lua e Vênus
18 - Urano em conjunção
22 - Chuva de meteoros Liridas
29 – Mercúrio em máxima elongação (direção leste)

Maio

04 - Chuva de meteoros Eta-Aquaridas
06 - Conjunção entre Lua e Marte
08 - Quatro astros brilhantes em sequência na mesma noite: Júpiter, Saturno, Marte e Lua (visíveis após as 03h)
09 - Júpiter em oposição
12 - Conjunção entre Mercúrio e Urano na direção leste, durante a madrugada (os planetas estarão separados de 144’)
17 - Mercúrio em máxima elongação (direção oeste no começo da noite)
27 - Conjunção entre Lua e Júpiter
31 - Conjunção entre Lua e Saturno

Junho

03 - Conjunção entre Lua e Marte
06 - Mercúrio em conjunção superior
19 - Asteroide 4 Vesta em oposição (chance de observação, com binóculos e telescópios, entre os meses de maio, junho e julho. O asteroide estará posicionado na constelação de Sagitário)
21 - Início do inverno
27 - Saturno em oposição
28 - Conjunção entre Lua e Saturno

Julho

06 - Terra no afélio (ponto de maior afastamento do Sol)
12 - Mercúrio em máxima elongação (direção oeste)
13 - Eclipse solar parcial (somente visível em parte da Antártida e extremo sul da Austrália)
16 - Conjunção entre Lua e Vênus
27 - Marte em oposição
27 - Eclipse lunar total (Visível em sua totalidade na Ásia, África, e sul da Europa. No Brasil, o eclipse lunar será apenas parcial, visível em todo território nacional)
28 - Chuva de meteoros Delta-Aquaridas
31 - Marte em máxima aproximação com a Terra (dia ideal para observação)

Agosto

09 - Mercúrio em conjunção inferior
12 - Chuva de meteoros Perseidas
11 - Eclipse solar parcial (A faixa de parcialidade estará disponível apenas para Groenlândia, extremo norte do Canadá, Escandinávia, extremo norte da Rússia e oeste da China)
14 - Conjunção entre Vênus e Lua
17 - Vênus em máxima elongação (direção oeste)
23 - Conjunção entre Lua e Marte
26 - Mercúrio em conjunção inferior

Setembro

07 - Netuno em oposição
10 - Periélio do cometa 21P/Giacobini-Zinner (chance de observação do cometa, com binóculos e telescópios, apenas neste mês. O mesmo estará transitando entre as constelações de Auriga, Gêmeos e Monoceros)
12 - Encontro quádruplo entre Lua, Vênus, Marte e Spica (os astros formarão belo conjunto na direção oeste no começo da noite)
13 - Conjunção entre Lua e Júpiter
21 - Mercúrio em conjunção superior
22 - Início da primavera
25 - Vênus com brilho máximo (direção oeste, no começo da noite)

Outubro

07 - Planeta anão Ceres em conjunção
16 - Conjunção entre Mercúrio e Vênus
18 - Conjunção entre Marte e Lua
19 - Urano em oposição
21 - Chuva de meteoros Orionidas
24 - Urano em oposição
26 - Vênus em conjunção inferior
28 - Conjunção entre Mercúrio e Júpiter (os planetas estarão separados de 187’)

Novembro

04 - Encontro triplo entre Mercúrio, Júpiter e Antares, na constelação de Escorpião
05 - Mercúrio em brilho máximo
16 - Conjunção entre Lua e Marte (os astros estarão separados de apenas 60’)
16 - Asteroide 3 Juno em oposição (chance para observação, com binóculos e telescópios, entre os meses de outubro, novembro e dezembro. O asteroide estará posicionado na constelação de Eridano)
17 - Chuva de meteoros Leonidas
26 - Júpiter em conjunção
27 - Mercúrio em conjunção inferior
30 - Vênus em brilho máximo (direção leste, durante a madrugada) 

Dezembro

03 - Conjunção entre Lua e Vênus
07 - Conjunção entre Marte e Netuno, na direção oeste, no começo da noite (os planetas estarão separados de apenas 2’. Contudo, Netuno é visível somente com auxílio de telescópios)
12 - Periélio do cometa 46P/Wirtanen (chance de observação do cometa com binóculos e telescópios entre os meses de novembro e dezembro. Em meados de dezembro, o cometa estará transitando entre as constelações de Baleia e Touro
14 - Chuva de meteoros Geminidas
15 - Mercúrio em máxima elongação (direção leste)
16 - Aproximação máxima do cometa 46P/Wirtanen com a Terra (aproximadamente 30 vezes a distância Terra-Lua)
20 - Conjunção entre Mercúrio e Júpiter na direção leste, durante a madrugada (os planetas estarão separados de 52’)
21 - Início do verão
29 - Conjunção entre Vênus e o planeta anão Ceres (direção leste, durante a madrugada. O planeta anão Ceres poderá ser visualizado com binóculos)


Atualizado em 18 Jan 2018.

Mais notícias

Ano do Porco: saiba as previsões do Horóscopo Chinês para 2019

Estilo de vida

Até R$120: mais de 25 dicas de presentes da Zôdio para o Natal 2018

Estilo de vida

Horóscopo 2019: saiba quais são as previsões astrológicas para o seu signo

Estilo de vida

10 tradições de Ano Novo praticadas ao redor do mundo para você tentar este ano

Estilo de vida

10 dicas para não ter muito trabalho com a Ceia de Natal

Estilo de vida

10 simpatias infalíveis para testar no Réveillon

Estilo de vida