Guia da Semana

Mostra Jacques Rivette no CCBB Rio

Cineasta da Nouvelle Vague ganha retrospectiva no centro cultural carioca a partir de 25 de junho.

Este evento terminou

Mostra Jacques Rivette no CCBB Rio

Data 25 Jun 2013-15 Jul 2013

Rua Primeiro de Março, 66, 20010-000

Telefone (21) 3808-2020

21 filmes do diretor francês Jacques Rivette estarão em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro na mostra "Jacques Rivette - Já Não Somos Inocentes", entre os dias 25 de junho e 15 de julho. Integrante do movimento conhecido como Nouvelle Vague nos anos 60, Rivette se aventurou atrás das câmeras depois de trabalhar como crítico de cinema na revista Cahiers du Cinéma, ao lado de François Truffaut, Jean-Luc Godard e Claude Chabrol.

+ Confira as estreias da semana no Rio de Janeiro
+ Veja a programação da mostra Filmes De Estrada no Cinusp
+ Relembre clássicos da literatura que viraram filmes

Conheça os filmes de Jacques Rivette em cartaz no CCBB RJ:

 

Terça-feira, 25 de junho

15h – Céline e Julie vão de barco (Céline et Julie vont en bateau, 1974, 193’)

19h – Sessão de abertura: Paris nos pertence (Paris nous appartient, 1961, 136’)

 

Quarta-feira, 26 de junho

14h – Jean Renoir, o patrão - 1a parte : em busca do relativo  (Jean Renoir, le patron :  La recherche du relative, 1967, 94’)

16h - Merry-go-round (1981, 160’)

19h30 – Não toque no machado (Ne touchez pas la hache, 2007, 137’)

 

Quinta-feira, 27 de junho

14h - Jean Renoir, o patrão – 2a parte: a direção de atores (Jean Renoir, le patron : La direction d'acteur, 1967, 95’)

16h - Paris nos pertence (Paris nous appartient, 1961, 136’)

19h – O amor por terra (L’amour par terre, 1984, 125’)

 

Sexta-feira, 28 de junho

14h - Jean Renoir, o patrão – 3a parte : a regra e a exceção (Jean Renoir, le patron: La règle et l'exception, 1967, 95’)

16h - Noroeste (Noroît, 1976, 145’)

19h - Um passeio por Paris (Le pont du nord, 1981, 129’)

 

Sábado, 29 de junho

16h – Joana, a virgem I – As batalhas (Jeanne, la pucelle: Les batailles, 1994, 160’)

19h – Joana, a virgem II – As prisões (Jeanne, la pucelle: Les prisons, 1994, 176’)

 

Domingo, 30 de junho

17h – Out 1: Espectro (Out 1: Spectre, 1974, 225’)

 

Segunda-feira, 1º de julho

14h - Não toque no machado (Ne touchez pas la hache, 2007, 137’)

16h30 - Duelle: uma quarentena (Duelle (une quarantaine), 1976, 121’)

19h - Defesa secreta (Secret défense, 1998, 170’)

 

Quarta-feira, 3 de julho

14h - A história de Marie e Julien (Histoire de Marie et Julien, 2003, 150’)

17h - Céline e Julie vão de barco (Céline et Julie vont en bateau, 1974, 193’)

 

Quinta-feira, 4 de julho

14h - Defesa secreta (Secret défense, 1998, 170’)

17h - O truque do pastor (Le coup du berger, 1956, 28’) + 36 vistas do monte Saint Loup (36 vues du mont Saint Loup, 2009, 84’)

19h - A religiosa (La religieuse, 1966, 135’)

 

Sexta-feira, 5 de julho

14h - Um passeio por Paris (Le pont du nord, 1981, 129’)

16h30 - Merry-go-round (1981, 160’)

19h30 - Duelle: uma quarentena (Duelle (une quarantaine), 1976, 121’)

 

Sábado, 6 de julho

16h - Noroeste (Noroît, 1976, 145’)

19h - O truque do pastor (Le coup du berger, 1956, 28’) + 36 vistas do monte Saint Loup (36 vues du mont Saint Loup, 2009, 84’)

 

Domingo, 7 de julho

17h - Quem sabe (Va savoir, 2001, 220’)

 

Segunda-feira, 8 de julho

16h - A história de Marie e Julien (Histoire de Marie et Julien, 2003, 150’)

19h - O morro dos ventos uivantes (Hurlevent, 1985, 130’)

 

Quarta-feira, 10 de julho

14h - O bando das quatro (La bande des quatre, 1989, 160’)

17h - A bela intrigante (La belle noiseuse, 1991, 238’)

 

Quinta-feira, 11 de julho

14h - Jacques Rivette, o vigilante, dir. Claire Denis (Jacques Rivette, le veilleur, 1990, 124’)

16h30 - O morro dos ventos uivantes (Hurlevent, 1985, 130’)

19h30 - Debate: Jacques Rivette – A lei, o segredo e o perigo (com a participação dos curadores Luiz Carlos Oliveira Jr e Francis Vogner dos Reis e do crítico de cinema Ruy Gardnier)

 

Sexta-feira, 12 de julho

14h - Amor Louco (L’amour fou, 1969, 252’)

19h - Paris no verão (Haut bas fragile, 1995, 169’)

 

Sábado, 13 de julho

16h - O bando das quatro (La bande des quatre, 1989, 160’)

 

Domingo, 14 de julho

17h - A bela intrigante (La belle noiseuse, 1991, 238’)

 

Segunda-feira, 15 de julho

14h - Amor Louco (L’amour fou, 1969, 252’)

18h30 - Paris no verão (Haut bas fragile, 1995, 169’)

 

Programação Cinemaison

Segunda-feira, 22 de julho

18h – O amor por terra (L’amour par terre, 1984, 125’)

20h - Paris nos pertence (Paris nous appartient, 1961, 136’)

Por Juliana Varella
Compartilhe

Mapa do local

Comentários

Explore ao redor

Casa França-Brasil

Casa França-Brasil

56m

Igreja N.S. da Candelária

Igreja N.S. da Candelária

86m

Teatro CCBB II

Teatro CCBB II

90m

Teatro CCBB I

Teatro CCBB I

90m Palco exclusivo para montagens teatrais, o Teatro I - CCBB conta com 180 lugares

Igreja de N. Sra. do Carmo da Antiga Sé

Igreja de N. Sra. do Carmo da Antiga Sé

105m

Centro Cultural Correiros RJ

Centro Cultural Correiros RJ

132m

Notícias recomendadas

Inhotim lança duas novas exposições virtuais no Google Arts & Culture

Com uma nova perspectiva, mostras apresentam obras de Cildo Meireles e trabalhos expostos ao ar livre

Google Arts&Culture disponibiliza obras do artista plástico e militante político Antonio Benetazzo; saiba mais!

Exposição faz parte do projeto "O ​que ​é ​Arte ​Contemporânea?", que revela detalhes da produção artística brasileira

Agora você pode visitar a exposição dos 20 anos de Harry Potter em uma plataforma online do Google; saiba mais!

Em cartaz em Londres, "Harry Potter: Uma História Mágica" celebra o aniversário da saga

Museu da Empatia chega a São Paulo com instalação interativa; saiba mais!

Projeto temporário permite que as pessoas se coloquem no lugar das outras

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959