Guia da Semana
Exposição
Por Amanda Matos

Musicais no Cinema

Exposição traça um panorama sobre o universo do gênero musical no cinema destacando marcos para o gênero.

Fotos: Guia da Semana

Musicais no Cinema

Preço R$15.00 a R$30.00

Data 13 Nov-09 Fev 2020

Preço(s) Entrada gratuita às terças-feiras e para crianças até cinco anos

Horário(s) de terça a sábado, das 10h às 20h (com permanência até 22h); domingos e feriados, das 10h às 19h (com permanência até 21h)

Endereço
Avenida Europa, 158, 01449-000

Telefone (11) 3093-7800

De 13 de novembro de 2019 a 16 de fevereiro de 2020, o MIS apresenta sua nova exposição: Musicais no cinema. Concebida pelo Musée de la Musique - Philharmonie de Paris, a mostra traça um panorama sobre o universo do gênero musical no cinema nacional e internacional, desde os primórdios do cinema musicado até obras recentes, como o premiado La La Land (2016) e Rocketman (2019), cinebiografia de Elton John. Os ingressos já estão a venda na recepção do MIS e no site Sympla, onde podem ser adquiridos sem taxa de conveniência.

A partir de fotografias, vídeos, cartazes, documentos de produção, figurinos e depoimentos, a mostra reúne filmes musicais de diferentes partes do mundo, destacando marcos para o gênero, como Cantando na chuva (1952), Amor, sublime amor (1961) e Dançando no escuro (2000). Musicais no cinema ainda destaca figuras importantes do gênero como Fred Astaire, Jacques Demy, Julie Andrews, Cyd Charisse e John Travolta.

A curadoria do Musée de la Musique é do pesquisador N. T. Binh, enquanto Duda Leite assina a curadoria brasileira. O jornalista e cineasta foi responsável pela adaptação para o MIS, acrescentando espaços e conteúdos inéditos baseados na cultura brasileira, como Esse mundo é um pandeiro, dedicado às chanchadas – subgênero bastante característico da produção audiovisual do Brasil, e uma área que homenageia a atriz e cantora Carmen Miranda.

Dividida em mais de 20 áreas, Musicais no cinema traz entre os destaques uma seção da clássica canção Singing in the rain em diversos filmes nada óbvios. Desde Natalie Portman aos 13 anos ao lado de Jean Reno em O profissional (Léon, 1994) de Luc Besson, até a animação Robôs [Chris Wedge, 2005], a música inesquecível do filme de Stanley Donen e Gene Kelly, encontrou até o cinema brasileiro, em cena do último filme do cineasta Hector Babenco.

Já na seção Ghost singers o público conhece as vozes originais de algumas produções. Através de um sistema interativo, o visitante pode escolher alternadamente ouvir a voz original da atriz ou a voz da cantora que a dublou como em My Fair Lady entre Audrey Hepburn e Marni Nixon ou em Cantando na chuva, entre Debbie Reynolds e Betty Noyes. Já na sala Cine musical os visitantes podem assistir cenas icônicas dos filmes musicais como Grease (Randal Kleiser, 1978), Billy Elliot (Stephen Daldry, 2001), Carmen (Carlos Saura, 1983) e Bande à Part (Jean-Luc Godard, 1964)

Mais de 200 filmes de diferentes partes do mundo estão contemplados na exposição que conta com acervo da Philharmonie de Paris, do Acervo Marc Wanamaker|Bison Archives (EUA), itens originais do acervo do MIS e de coleções parceiras como Cinemateca Brasileira, FAAP, Museu Carmen Miranda, do Rio de Janeiro, entre outras, incluindo acervos particulares como do diretor Roberto Farias (1932-2018), responsável pela direção dos musicais estrelados pelo cantor Roberto Carlos. Dentre os itens, a mostra apresenta cartazes, vídeos, documentos de produção, figurinos, curiosidades sobre as montagens, tanto do ponto de vista técnico como estético, além de depoimentos gravados exclusivamente para a exposição no MIS.


Alguns filmes que estão na exposição

  • O picolino (Top Hat, 1935)
  • O mágico de Oz (The Wizard of Oz, 1939)
  • Núpcias reais (Royal Wedding, 1951)
  • Cantando na chuva (Singin’in the rain, 1952)
  • Amor, sublime amor (West Side Story, 1961)
  • Minha bela dama (My Fair Lady, 1964)
  • Mary Poppins (1964)
  • The Beatles: Help! (1965)
  • A noviça rebelde (The Sound of Music, 1965)
  • Duas garotas românticas (Les Demoiselles de Rochefort, 1967)
  • Aristogatas (The AristoCats, 1970)
  • Cabaret (1972)
  • The Who: Tommy (1975)
  • Os embalos de sábado à noite (Saturday Night Fever, 1977)
  • Grease: Nos tempos da brilhantina (Grease, 1978)
  • O show deve continuar (All That Jazz, 1979)
  • Hair (1979)
  • Michael Jackson: Moonwalker (1988)
  • A bela e a fera (The Beauty and the Beast, 1991)
  • Billy Elliot (2000)
  • Dançando no escuro (Dancer in the Dark, 2000)
  • Moulin Rouge (2001)
  • 8 mulheres (8 femmes, 2002)
  • Sweeney Todd (2007)
  • Mamma Mia! (2008)
  • O artista (The artist, 2011)
  • Frozen (2013)
  • Sing! Quem canta seus males espanta (Sing, 2016)
  • La La Land (2016)
  • Rocketman (2019)

Por Amanda Matos

Mapa do local

Explore ao redor

Museu da Imagem e do Som - MIS

Arte

Via Europa

Na Cidade

MuBE - Museu Brasileiro da Escultura

Arte

MuBE - Auditório Senador Pedro Piva

Arte

Feira de Antiguidades e Design MuBE

Na Cidade

Fundação Cultural Ema Gordon Klabin

Arte

Notícias recomendadas

Saiba tudo sobre a exposição "Musicais no Cinema", que estreia no MIS nesta quarta-feira (13)

Exposição

Com experiências imersivas e interativas, MIS Experience inaugura em São Paulo neste sábado (2)

Exposição

Saiba o que esperar da exposição "Hebe Eterna", no Farol Santander

Exposição

Saiba tudo sobre a exposição “Mickey 90 anos", em cartaz no Shopping JK Iguatemi

Exposição

Confira as exposições imperdíveis em São Paulo em 2019

Exposição

Saiba tudo sobre a exposição "Hitchcock: Bastidores do Suspense", que chega ao MIS nesta sexta-feira (13)

Exposição