Guia da Semana

Guia da Semana

A Estação Júlio Prestes foi construída entre 1926 e 1938, inspirada nas modernas estações norte-americanas. Na década de 90, foi restaurada e passou a abrigar a Sala São Paulo, a maior sala de concertos da América Latina e sede oficial da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

+ Confira os lugares para se sentir um verdadeiro paulistano
+ Veja a programação grátis em São Paulo
+ Confira a programação do Centro de São Paulo

O local também recebeu uma galeria de arte.Fazem parte do acervo seis telas de 40 metros quadrados, suspensas por cabos de aço e distribuídas ao longo dos 245 metros da plataforma 1. São obras abstratas de artistas brasileiros contemporâneos como Takashi Fukushima, Eduardo Iglesias, Fernanda Amalfi, Ângelo Milani, Oswaldo Forty, Hermelino Nardin, Nelson Asfenci e Fernando Durão.

As obras podem ser vistas de qualquer lugar da estação, mas o melhor local para apreciá-las é a plataforma central. Além da Sala São Paulo, há ainda mais nove outras salas de ensaio com paredes acústicas, além de biblioteca de partituras e estúdios de gravação, que compõem o Complexo Cultural Júlio Prestes.

Mapa do local

Estação Júlio Prestes

Horário(s) Diariamente, 4h à 0h.

Endereço
Praça Júlio Prestes, s/nº, Centro 01218-020

Telefone (11) 3351-8000

Atualizado em 10 Fev 2014.