Guia da Semana

4 brasileiros aparecem em lista de 100 melhores restaurantes do mundo; confira quais são

Ranking traz restaurantes paulistanos e cariocas já consagrados.

A revista The Restaurant anunciou nesta quarta-feira, durante a premiação em Melbourne (Austrália), o famoso ranking The World’s 50 Best, que elege os melhores restaurantes do mundo. O nova-iorquino Eleven Madison Park, comandado pelo chef Daniel Humm, foi proclamado o melhor do mundo em 2017. O ranking é criado com os votos da Academia dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo, um grupo de mais de 1.000 líderes internacionais da comunidade gastronômica. 

O ranking traz alguns nomes clássicos, que todo brasileiro já está acostumado a ver por listas famosas, e também novidades. Na lista, figuram apenas restaurantes paulistanos e cariocas. O D.O.M, do célebre chef Alex Atala, está entre os 20 melhores, porém, perdendo posições (da 11ª para a 16ª no ranking), em relação a edição de 2016.

O segundo bloco de restaurantes, os que tecnicamente estão fora da lista dos 50 melhores, mas aparecem na seleção dos 100, também traz nomes brasileiros. O carioca Lasai (76ª colocação), do chef Rafael Costa e Silva, aparece pela primeira vez. Outro já conhecido da lista e que aparece novamente, apesar não ter figurado no ano passado, é o restaurante Maní (81ª posição), de São Paulo, da chef Helena Rizzo. Quem fecha a lista, na 100 ª posição, é o carioca Olympe, do chef e apresentador Claude Troisgros.

Confira os brasileiros que estão entre os 100 melhores restaurantes do mundo:

D.O.M - 16º lugar

O restaurante paulistano do chef Alex Atala aparece no 16º lugar da lista deste ano, sendo que em 2016 levou o 11º lugar. O D.O.M, localizado no bairro Jardins, também é um dos premiados pelo Michelin, com duas estrelas. Os clientes que forem ao local encontram apenas o menu degustação, que, segundo a casa, é a melhor forma de entrar em contato com a experiência gastronômica proposta pelo restaurante.

Lasai - 76º lugar

Representando os cariocas, o Lasai aparece pela primeira vez na lista, em 76º lugar. O local, que conquistou também 1 estrela do Guia Michelin, fica em Botafogo e é comandado pelo cozinheiro Rafael Costa e Silva, sua cozinha se baseia em produtos locais do Estado do Rio de Janeiro. Além disso, os ingredientes utilizados no restaurante provêm de duas hortas, uma no Itanhangá e outra no Vale das Videiras. A cada nova temporada as hortas trazem novos produtos, o que obriga a casa a desenvolver menus inéditos.

Maní  - 81º lugar

Apesar de seu reconhecimento no Brasil e diversos prêmios, o restaurante Maní não apareceu na lista do ano passado, mas agora surge em 81º lugar. Helena Rizzo foi eleita em 2014 a melhor chef mulher do mundo pela revista. O cardápio do restaurante, localizado na Zona Oeste de São Paulo, integra ingredientes e receitas tipicamente brasileiros a tendências gastronômicas mundiais.

Olympe - 100º lugar

Foi por pouco, mas o restaurante carioca Olympe conseguiu alcançar seu lugar na lista, ficando na última posição, esta é a primeira vez dele no ranking. O carioca Olympe, do chef francês Claude Troisgros, apresentador do canal GNT, e também do seu filho, o chef Thomas Troisgros, traz opções de menus fechados. 

Atualizado em 6 Abr 2017.

Por Marina Marques
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

Pague um e leve outro: Fogo de Chão celebra Dia do Gaúcho com rodízio em dobro

Quem for ao restaurante no dia 20/09 vai ganhar um cartão cortesia para a próxima visita

10 bares e restaurantes alemães para conhecer em São Paulo

Confira uma lista com ótimas opções na cidade pra quem curte a culinária germânica

P.F. Chang's dá sobremesa de graça no Dia do Cliente

Cliente leva um Cream Cheese Fried Wontons na compra de um prato principal

Eataly faz promoção com pratos clássicos italianos por 25 reais

Serão três semanas com pratos famosos dos restaurantes do mercado italiana com preço fixo

10 lugares para comer um cachorro-quente caprichado em SP

Confira um roteiro com opções perfeitas para apreciar um bom hot dog

Hamburgueria inaugura no Itaim Bibi com foco nas carnes e lanches clássicos

Cardápio da Bloody Hell Burger é enxuto e vai agradar quem curte um lanche tradicional