Guia da Semana

Cinema árabe

A fervilhante e recente produção cinematográfica dos países do Oriente Médio está em uma mostra em diversos pontos de São Paulo.

Este evento terminou

Cinema árabe

Data 03 Jun 2011-29 Jun 2011
De 16 a 29 de junho.

Preço(s) Variam de acordo com cada estabelecimento.

Horário(s) Variam de acordo com cada estabelecimento.

Metrô Consolação
Rua Augusta, 2075, Centro 01413-000

Telefone (11) 3087-0500

A capital paulista será tomada por personagens, narrativas e histórias árabes entre os dias 16 a 29 de junho, quando acontece a Mostra Mundo Árabe de Cinema, em três lugares diferentes da cidade: no CineSesc da rua Augusta, no Centro Cultural São Paulo, no Paraíso, e na Cinemateca, na Vila Clementino. Mesmo sem serem famosos, os filmes orientais têm características próprias, que saltam aos olhos de quem está acostumado com a produção de Hollywood. "É um cinema inventivo e desafiador, que infelizmente ainda é pouco conhecido mundialmente e até mesmo regionalmente", conta uma das organizadoras, Nagila Guimarães, que também é a idealizadora e co-curadora da Mostra.   Os 15 filmes exibidos vêm de toda parte do Oriente: da Tunísia, Egito, Síria, Emirados Árabes, Iraque, Argélia, Marrocos e Palestina, só para citar alguns. Nessa edição, foram escolhidas as películas mais novas, para mostrar a realidade atual dessas nações. "Focamos em filmes mais recentes, na qualidade e na diversidade das histórias, e queríamos também ter o maior número possível de países. Com esse diversificado programa de filmes, o objetivo dessa mostra é transportar as audiências ao coração do mundo árabe, de onde diariamente recebemos notícias, embora a história desse povo ainda permaneça obscura", explica. Conta também o fato de essas obras não serem exibidas no circuito comercial - portanto, uma oportunidade incrível de conhecer o trabalho dos cineastas árabes. "Cria-se a possibilidade de abrir uma janela para que outras culturas possam ser vistas sob um olhar mais reflexivo e menos preconceituoso, tornando o diferente mais conhecido e menos assustador". Além de tudo isso, uma tendência vem se mostrando cada vez mais forte: a presença de mulheres como diretoras é cada vez maior. Alguns exemplos são o egípcio Um a Zero (1-0), de 2009, de Kamla Abu Zekri, que foi um arrasa-quarteirão no Egito, onde foi rodado. Uma mostra que é assiiim... uma Brastemp, sob encomenda para quem quer conhecer um mundo novo e surpreendente por meio do cinema. Foto: DivulgaçãoCinesesc (de 16 a 22 de junho)Rua Augusta, 2075, Cerqueira César(11) 3087-0500Preços: R$ 4, R$ 2 (para idosos, estudantes, professores e usuários do Sesc), R$ 1 (para trabalhador no comércio e serviços matriculados e seus dependentes). Centro Cultural São Paulo (de 17 a 25 de junho)Rua Vergueiro, 1000, Paraíso(11) 3397-4002Preço: R$ 1 Cinemateca (de 21 a 29 de junho)Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Clementino, (11) 3512-6111Preço: entre R$ 4 e R$ 8

Compartilhe

Mapa do local

Comentários

Explore ao redor

CineSesc

CineSesc

O CineSesc é um dos mais tradicionais espaços de cinema de arte de São Paulo

Rostie House

Rostie House

7m

RAW Burger N Bar - Vegetariano

RAW Burger N Bar - Vegetariano

15m Hamburgueria vegetariana traz cardápio de lanches e petiscos na Augusta com clima descontraído

Me Gusta Picolés Artesanais

Me Gusta Picolés Artesanais

18m

Puri

Puri

20m

Puri

Puri

20m

Notícias recomendadas

Obras do MASP agora podem ser vistas em plataforma on-line gratuita

Museu integra a partir de hoje o acervo do Google Arts & Culture

Museu do Café, em Santos, inaugura exposição gratuita sobre propaganda da bebida

A partir de 28 de dezembro, os visitantes poderão conhecer as estratégias das marcas de café de 1900 a 1959

Especial férias: MASP abre ao público em todas as segundas-feiras de Janeiro

Programação de férias disponibiliza cinco dias a mais para visitar o Museu

5 motivos para assistir ao documentário "O começo da vida" na Netflix

O filme mostra a importância dos primeiros anos de vida sob a ótica dos quatro cantos do mundo

5 hotéis ao redor do mundo que são verdadeiras obras de arte

Confira locais com acomodações incríveis, mas que têm obras como protagonistas

Evolução dos emojis ganha instalação no Museu de Arte Moderna de NY

Os primeiros emoctions, criados em 1999, também entram para a coleção MoMA