Guia da Semana

Filmes imperdíveis de dezembro de 2013

Fim de ano traz vencedor da Palma de Ouro e sequência de O Hobbit

Enfim chegou um dos meses mais queridos pelos cinéfilos de todo o mundo: dezembro. Favorecido pela temporada de festas, o mês reserva alguns dos maiores lançamentos do ano, já no limite do prazo para o Oscar – mas tem a vantagem de não ser tão dominado por blockbusters quanto julho, mês de férias escolares para americanos e brasileiros.

+ Leia a crítica de "Azul é a Cor Mais Quente"
+ Leia a crítica de "Como não Perder Essa Mulher"
+ Veja as apostas do Guia para o Oscar 2014 
Relembre os melhores filmes de 2013

Entre os favoritos do Guia da Semana, está o polêmico vencedor do Festival de Cannes, Azul é a Cor Mais Quente, que chocou o público com cenas de sexo explícito (porém, de certa forma, poético) entre mulheres. Quem também está deixando os fãs ansiosos é o remake de Carrie, a Estranha, clássico de Stephen King com a dupla Chloë Grace Moretz e Julianne Moore.

Moore também brilha no filme de estreia de Joseph Gordon-Levitt na direção, Como não Perder essa Mulher. A comédia romântica gira em torno de um garoto viciado em pornografia e sua estranha relação com as mulheres. Outro ator que assume a direção é Ben Stiller, com A Vida Secreta de Walter Mitty – remake de uma comédia dos anos 40.

Julianne Moore em cena de Carrie, A Estranha

Nem é preciso dizer que chega em dezembro o segundo filme da trilogia “O Hobbit” – A Desolação de Smaug. As adaptações dos livros de J. R. R. Tolkien já se tornaram tradicionais nessa época do ano e estamos ansiosos para ver Bilbo Bolseiro encarando o dragão Smaug nesta nova etapa da aventura.

 Estreiam, ainda, a ficção científica juvenil Ender’s Game – O Jogo do Exterminador, baseada no livro de mesmo nome, e o terror brasileiro Mar Negro, que revive o gênero trash. Chega, também, o thriller chinês Um Toque de Pecado, exibido na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Confira os filmes imperdíveis de dezembro:

Azul é a cor mais quente


O romance de Abdellatif Kechiche conquistou os críticos em Cannes e levou o principal prêmio do festival neste ano, com a história de uma garota que se descobre lésbica. Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux são as estrelas desta produção explícita e visceral. O filme é uma adaptação dos quadrinhos de mesmo nome criados por Julie Maroh.

 

Carrie, a estranha


A mais recente adaptação do livro de Stephen King traz Chloë Grace Moretz no papel da adolescente superprotegida pela mãe, que sofre bullying dos colegas na escola e acaba liberando uma força maligna incontrolável. O filme é dirigido por Kimberly Peirce e Julianne Moore interpreta a mãe, tão perturbada quanto a garota.

 

Como não perder essa mulher


O ator Joseph Gordon-Levitt decidiu estrear como diretor com a história do amor improvável entre um rato de academia viciado em pornografia (Levitt) e uma patricinha (Scarlet Johansson). O filme, uma comédia, brinca com os estereótipos e constrói alguns personagens praticamente ocos, mas também discute o significado das relações sexuais nesse mundo hiper-estimulado pelas mídias. Destaque para a atuação de Julianne Moore.

 

Um toque de pecado


Exibido na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e quase unanimemente elogiado pela crítica no Festival de Cannes, o filme do diretor chinês Zhangke Jia analisa a violência no país por meio de quatro histórias. A crítica central recai sobre a abertura econômica e a consequente perda de integridade moral de pessoas que passaram a explorar outras e a enriquecer às suas custas.

 

O Hobbit – A desolação de Smaug


Depois do sucesso da série “O Senhor dos Anéis” e do primeiro filme da trilogia “O Hobbit” – que introduziu a tecnologia 48 FPS, é claro que “A Desolação de Smaug” já tem sua bilheteria garantida. Os filmes são uma adaptação de Peter Jackson para o livro “O Hobbit”, de J. R. R. Tolkien, e contam a história de um hobbit e um grupo de anões que partem numa jornada para recuperar o trono de um reino tomado por um dragão. O livro é anterior aos eventos de “O Senhor dos Anéis”.

 

Ender's Game – O jogo do exterminador


Mais uma série literária futurista está chegando aos cinemas e tem tudo para fazer a cabeça dos fãs de ficção científica e de Jogos Vorazes.” Ender’s Game”, escrito por Orson Scott Card, traz Asa Butterfield no papel de um garoto recrutado para não apenas lutar, mas liderar um exército contra uma invasão espacial. O filme também tem Harrison Ford, Abigail Breslin e Ben Kingsley.

 

Mar negro


Quem já estava sentindo falta do terror trash de Zé do Caixão vai correr para os cinemas para conferir o novo filme de Rodrigo Aragão. Famoso por ter usado mais de 1500 litros de sangue falso na produção, o diretor retoma o gênero com uma história sobre uma misteriosa epidemia que transforma animais marinhos em monstros ao redor de uma vila de pescadores.

 

A vida secreta de Walter Mitty


Dirigida por Ben Stiller, esta comédia dramática mostra a vida de um homem entediado, que imagina uma rotina com muito mais aventura em que ele é um herói. Na vida real, porém, ele também precisa tomar decisões e encarar desafios ainda maiores. O filme é um remake de “O Homem de 8 Vidas”, de 1947.

 

Atualizado em 3 Dez 2013.

Por Juliana Varella
Compartilhe

Comentários

Outras notícias recomendadas

17 filmes para assistir no NOW durante o feriado de Carnaval

De terror a animação, confira filmes que vão te entreter nesse feriado

Logan: "filme definitivo" do Wolverine chega aos cinemas

Longa marca a despedida de Hugh Jackman do personagem que viveu por 17 anos

Um Limite Entre Nós: filme indicado ao Oscar chega ao Brasil em cima da hora

Longa traz Denzel Washington e Viola Davis em atuações singulares

13 filmes indicados ao Oscar que você pode assistir em casa agora mesmo

Do premiado “A Chegada” ao emocionante “Fogo no Mar”, veja quais são os filmes do Oscar para assistir no NOW

Confira os melhores momentos da passagem de Hugh Jackman pelo Brasil

“Silêncio”: 3 motivos para ver o novo filme de Scorsese (e 3 para pensar duas vezes)

Longa traz Andrew Garfield e Adam Driver como padres jesuítas