Guia da Semana
Receitas
Por Redação Guia da Semana

Receita da vovó

Descubra os mitos e verdades dos tratamentos de beleza caseiros.



Toda mulher tem um truque na manga para ficar mais bonita sem precisar sair do quarto. Estamos falando daquelas famosas máscaras de pepinos e outras fórmulas caseiras, que resistem impávidas no caderninho da família, geração após geração. Para testar a verdadeira eficácia desses truques, conversamos com a médica dermatologista Érica Monteiro, especializada em cosmiatria, que desvendou alguns mitos clássicos da estética popular. Confira abaixo se aquela receita que você tem no fundo da gaveta realmente funciona.

Mito: Pepino para clarear a região dos olhos e amenizar olheiras.
Dra. Érica: O pepino gelado tem ação calmante e causa vasoconstrição, deixando o local mais claro temporariamente. Não é um "produto" que seja considerado realmente clareador, pois o efeito é momentâneo e fugaz.

Mito: Passar camomila nos cabelos para clareá-los
Dra. Érica: Verdade. A camomila clareia os cabelos, se aplicada cuidadosamente.

Mito: Sopa de alecrim com vinagre de maçã ou limão para restaurar os cabelos danificados.
Dra. Érica: Mentira. Alerta! Risco sério de queimaduras e aparecimento de manchas devido à presença do limão!

Mito: Peeling natural com germe de trigo ou flocos de aveia e mel.
Dra. Érica: Mentira. O mel não penetra na pele, por isso não podemos falar em nutrição (ele não é absorvido). A ação mecânica esfoliante da aveia e do germe de trigo só acontece pelo atrito.
 
Mito: Limpeza de pele com gaze, flocos de aveia e mel.
Dra. Érica: Mentira. O principal efeito da limpeza de pele é a remoção dos comedões fechados (cravos brancos). Esse processo não faz isso.
 
Mito: Máscara rejuvenescedora de ovo
Dra. Érica: Mentira. O efeito da clara de ovo é fugaz e o cheiro insuportável (nem pense em sair de casa com isso!). Como não traz benefício a longo prazo, não vale a pena o sacrifício!
 
Mito: Hidratação do rosto com iogurte
Dra. Érica: Se a pessoa passar iogurte e deixar no rosto, o ácido láctico poderá promover uma esfoliação química superficial e discreta. Mas sem o devido controle, o resultado pode não ser animador.

Mito: Loção antiestrias feita com óleo de rosa-mosqueta
Dra. Érica: Mentira. Apenas surte um efeito hidratante oclusivo. Dependendo da estria (recente=vermelha, antiga=branca) o tratamento deve ser feito com ácidos fortes ou laser e luz pulsada.
 
Mito: Esfoliante corporal com fubá ou açúcar
Dra. Érica: Verdade. Ao massagear o corpo no banho com fubá ou açúcar refinado, os grãos do fubá proporcionam um efeito físico abrasivo, pois o atrito dessas substâncias com a pele ajudará na esfoliação das células mortas da camada córnea superficial. Essa dica caseira pode ser utilizada semanalmente ou uma vez a cada 15 ou 30 dias, dependendo da época do ano, das características da pele (oleosas toleram bem o tratamento, que deve ser evitado em peles secas e sensíveis).
 
Mito: Suco de batata, laranja, cenoura e beterraba para ativar a cor
Dra. Érica: Verdade. Estes alimentos são ricos em betacaroteno, que é absorvido pelo organismo ao ser ingerido e poderá tonalizar a pele exposta ao sol.



Atualizado em 6 Set 2011.

Mais notícias

De Guioza a Tempurá: 10 receitas da culinária japonesa para fazer em casa

Receitas

12 lanchinhos práticos e gostosos para comer antes de dormir se a fome bater

Receitas

De cerveja amanteigada do Harry Potter a lasanha do Garfield: 10 receitas de filmes para fazer em casa

Receitas

Aprenda a fazer uma deliciosa bacalhoada portuguesa para a Páscoa

Receitas

10 sobremesas francesas que você pode fazer em casa

Receitas

Como fazer uma tarte tatin em casa

Receitas